(61) 3424-2500 | (61) 3424 2525 (WhatsApp) reservas.bsb@letshotels.com.br

Conheça curiosidades, histórias, solenidades e significados para além do verde e amarelo

Dicas do Let’s Brasília Hotel
#brasiliacommaisconforto #explorebrasilia #oquefazerembrasília

Hasteamento da Bandeira Nacional em Brasília

Seja em prédios públicos, em conquistas científicas ou em pódios de diferentes esportes, a Bandeira Brasileira sempre está presente e é um símbolo nacional respeitado e admirado por nós.

No dia 19 de novembro celebramos o Dia da Bandeira, data comemorativa implantada logo após a Proclamação da República em 1889. Símbolo de toda uma nação, a capital do país é destino certo para admiradores deste emblema e de todas as solenidades que a envolvem.

Bandeira do Brasil é um dos quatro símbolos nacionais, os outros são o Hino Nacional, as Armas Nacionais (Brasão da República) e o Selo Nacional. Hoje vamos mergulhar na história, nas cerimônias e nos significados deste admirável símbolo brasileiro. Vamos lá!

Curiosidades

Antes de apresentarmos informações históricas e oficiais, listamos para vocês algumas das curiosidades e regras que cercam o manuseio e hasteamento da Bandeira Nacional:

  • A Bandeira Nacional deve estar obrigatoriamente hasteada, todos os dias do ano, nos seguintes prédios públicos: Palácio da Presidência da República; residência do presidente; Congresso Nacional; nos ministérios; no Supremo Tribunal Federal; nos edifícios-sede dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; em repartições consulares; em repartições federais, estaduais e municipais situadas na faixa da fronteira;
  • Por muitos anos, a bandeira presente na Praça dos Três Poderes, em Brasília foi a maior bandeira hasteada do mundo, recorde confirmado pelo Guinness Book;
  • É proibido hastear uma bandeira em mau estado de conservação. Bandeiras que estejam nesta situação devem ser entregues a uma unidade militar para serem incinerada no dia 19 de novembro;
  • A Bandeira Nacional fica permanentemente hasteada na Praça dos Três Poderes em Brasília. Quando precisa ser substituída, só é arriada quando a nova for hasteada;
  • Não é permitido hastear bandeira de outro país em terras brasileiras se ao lado não estiver a Bandeira Nacional de igual tamanho e posicionada ao lado direito. A exceção é somente para embaixadas e consulados.

Representações

O difícil desafio de projetar e desenhar uma bandeira capaz de representar todos os Estados da Federação e, consequentemente, toda a população brasileira ficou por responsabilidade de Raimundo Teixeira Mendes, Miguel Lemos e Décio Vilares.

Respeitando a história do recente país, a atual bandeira teve inspiração na antiga bandeira do Império (desenhada pelo pintor francês Jean Baptiste Debret), mas com a importante alteração de tirar a Coroa Imperial do centro, dando lugar a esfera azul-celeste e a divisa com a inscrição “Ordem e Progresso”.

Você sabia? A escolha da frase emblemática foi baseada nos estudos e pensamentos de Augusto Comte, famoso filósofo francês: “O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim”. Comte, fundador do positivismo, defendia a busca de condições sociais básicas, através do respeito aos seres humanos, salários dignos e também o melhoramento do país em termos materiais, intelectuais e morais.

Além da frase em preto, a faixa em branco e a esfera azul, amarelo e verde finalizam as cores oficiais da bandeira. Inicialmente, as cores representavam as casas reais da família de D. Pedro I. Mas com o passar do tempo e o amadurecimento e solidificação da recente República, os brasileiros associaram outros significados para cada uma das cores:

  • Branco: significa o desejo pela paz.
  • Azul: simboliza o céu e os rios brasileiros.
  • Amarelo: simboliza as riquezas do país.
  • Verde: simboliza as matas (a rica floresta brasileira).

E, por fim, mas não menos importante, nossa bandeira conta com 27 estrelas dentro da esfera azul, as quais montam nove constelações e representam cada uma das unidades da Federação. E, mais, a Lei nº 8.421 detalha que as estrelas da bandeira procuram remontar o aspecto do céu na cidade do Rio de Janeiro, às 8 horas e 30 minutos do dia 15 de novembro de 1889 – data da Proclamação da República. Muito legal!

Provisória

Poucos sabem, mas a Bandeira Brasileira como a conhecemos até hoje e que descrevemos acima, não foi a única bandeira brasileira após a Proclamação da República. De 15 a 19 de novembro de 1889, enquanto o desenho oficial era elaborado, nosso país contou com uma “bandeira provisória”, inspirada na bandeira dos estados unidos, mas com listras verdes e amarelas.

Esta bandeira foi hasteada na redação do jornal “A Cidade do Rio”, após a proclamação da República, e no navio “Alagoas”, que conduziu a família imperial ao exílio.

Gigante pela própria natureza

Digna de toda sua importância, a Bandeira Nacional tem um mastro especial na Praça dos Três Poderes em Brasília, com 100 metros de altura, o mastro é constituído por 24 hastes em círculo, simbolizando a convergência dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e as unidades da Federação.

Na base do mastro, a frase “Sob a guarda do povo brasileiro, nesta Praça dos Três Poderes, a Bandeira, sempre no alto, visão permanente da Pátria” dá um toque emocionante e reflexivo.

A bandeira brasileira, de mais de 90 quilos e 286 metros quadrados, que já foi a maior bandeira hasteada de TODO O MUNDO, atestado pelo Guinness Book, finaliza a beleza do lugar.

Não é a toa que nas redes sociais do Planalto, eles sempre compartilham uma curiosidade, detalhes de solenidades ou, simplesmente, belíssimas fotos da bandeira nacional!

Solenidades

Como é de se esperar, o hasteamento e a arriação da Bandeira Nacional é cercada por grandes solenidades. Por exemplo, uma vez por mês, a bandeira hasteada na Praça dos Três Poderes é substituída, em formato de rodízio executado pela Marinha, Exército e Aeronáutica, além do Governo do Distrito Federal. Dependendo do órgão que cumprirá a cerimônia, são feitas apresentações preparadas pela unidade.

Já o hasteamento da Bandeira Nacional em frente ao Palácio do Planalto ocorre diariamente às 8h da manhã e às 18h, ou no pôr do sol, o que ocorrer primeiro, temos a arreação.

Às sextas-feiras, às 17h, ocorre a apresentação da banda do Batalhão da Guarda Presidencial. O repertório é variado, com músicas que vão desde hinos e trilhas de filmes clássicos a canções populares. Olha só que dica boa de passeio na capital do país!

Solenidade do Hasteamento da Bandeira Nacional

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Sem dúvida nenhuma, a Bandeira Nacional é um símbolo único e digno de conhecimento e visita, por isso, quando estiver em Brasília, não deixe de programar um passeio em um dos vários prédios públicos que citamos.

Em Brasília, hospede-se com conforto e segurança. Estamos esperando você!

×

Omnibees - Intelligent Hotel Distribution
Reservar Agora